A arte de deixar para depois…

Depois de amanhã, sim, só depois de amanhã… Levarei amanhã a pensar em depois de amanhã, E assim será possível; mas hoje não… Não, hoje nada; hoje não posso. A persistência confusa da minha subjetividade objetiva, O sono da minha vida real, intercalado, O cansaço antecipado e infinito, Um cansaço de mundos para apanhar um elétrico… Esta espécie de alma… Só depois de amanhã… Hoje quero preparar-me, Quero preparar-me para pensar amanhã no dia seguinte… Ele é que é decisivo....

POR DENTRO DA PELE: EXPERIÊNCIAS DE AUTOCUIDADO

  Acredito que um olhar generoso, de disposição e aceitação para essa pandemia seja a possibilidade de novos aprendizados. Estamos todos tendo que nos reinventarmos, seja no aprendizado das novas tecnologias, do mundo virtual, das relações sociais e familiares, mas fundamentalmente na relação consigo mesmo. Há um convite para um caminho de conexão e conscientização para o que habita dentro de cada um de nós, o que costumamos dizer: “o que existe dentro da pele”, sejam emoções, pensamentos, sensações. Nesse...

O que fazer para se comunicar melhor?

Você sente a necessidade de se expressar melhor ao fazer um pedido, manifestar a sua opinião ou dizer não a alguém? Eu sinto! Por mais que venha trabalhando com habilidades interpessoais e de comunicação, reconheço que existem situações mais desafiadoras e que o treino não pode parar! Recebo feedback de colegas, pacientes e amigos ‘Tu fala super bem! É bem objetiva’. Aprecio os feedbacks e reconheço que consigo pedir ou dar negativas assertivas, porém quando faço isso sem expressar o...

3 orientações sobre o uso de psicofármacos

Aproximadamente 50% das pessoas que fazem uso de medicamentos diminuem a adesão aos fármacos após 6 meses de tratamento. Dentre os fatores mais comuns para a falta de adesão ao tratamento farmacológico encontram-se a falta de acompanhamento medicamentoso com um profissional, a interrupção do acesso ao tratamento e o uso de vários fármacos (polifarmácia) em vários horários no dia.  A adesão farmacológica envolve uma questão de extrema importância (muito além da simples administração do medicamento em si): a aliança do...

Escolhas: para onde estou indo?

Fazer escolhas. Escolher. Desde pequenos escutamos que “a vida é feita de escolhas”. É fácil? Para mim às vezes não é, muitas vezes não foi. Quando escolhemos um caminho, precisamos abdicar de coisas que encontraríamos no outro caminho. Abdicar se torna um desafio ainda maior quando não temos clareza do que é importante para nós, quando ficamos presos nas expectativas que achamos que as pessoa têm sobre nós, quando queremos atender às regras internas que nos impomos…são infinitas as armadilhas...

Prioridades… por onde começar?

Quando eu estava pensando sobre o que eu gostaria de falar essa semana, me veio à cabeça um dilema que eu tenho enfrentado mais atualmente: como dar conta de várias atividades ao mesmo tempo? A escrita desse texto foi uma dessas atividades, era uma tarefa que eu precisava fazer, ao mesmo tempo também tinha que terminar de preparar uma apresentação para hoje, terminar outros documentos que estamos preparando em equipe, atender e ahhhhhhh… Como lidar com isso? Umas das coisas...

Uma base segura para os valores

Quando começamos a ter contato com a Terapia de Aceitação e Compromisso, seja como terapeuta ou como paciente, não é raro que fiquemos bastante empolgados com as possibilidades que esse ponto de vista abre para uma vida mais satisfatória, experimentada com vitalidade e com um senso de propósito. E nesse entusiasmo, é fácil corrermos para trabalhar com a clarificação dos valores (o que e quem realmente é importante? quem é a pessoa que gostaria de ser?) e construção de padrões...

ATUALIZAÇÃO DOS QUESTIONÁRIOS DA IBCT

Como já explicado no artigo QUESTIONÁRIOS IBCT PARA AVALIAÇÃO DO FUNCIONAMENTO CONJUGAL a Terapia Comportamental Integrativa de Casal (Integrative Behavioral Couple Therapy -IBCT) utiliza instrumentos de avaliação da relação conjugal, fato que organiza o trabalho terapêutico e, o mais importante, todos, terapeuta e clientes, conhecem o caminho a ser percorrido, as maiores dificuldades e objetivos terapêuticos, devido à clareza acerca do funcionamento conjugal que esta modalidade de trabalho oportuniza. Esta fase de avaliação é realizada em quatro sessões: a primeira...

Processo de luto durante o CoVID-19… O que fazer?

O mundo continua combatendo a Pandemia do Coronavírus (COVID-19) com todos tentando, a partir de suas possibilidades, lidar com as consequências e buscar sobreviver aos efeitos de saúde, políticos, econômicos, sociais e de trabalho neste momento tão difícil para todos nós.  No momento que eu estou publicando este post, as mortes por COVID-19 são mais que 430.000 pessoas em todo o mundo, deixando cada uma um impacto e um vazio enorme na vida de seus entes queridos e na comunidade....

O que fazer com o medo?

“E agora? O que vai acontecer?” Isso tem se passado na sua cabeça? Nos últimos três meses, inúmeras vezes me perguntei sobre o que será do futuro. Imagino que este é um questionamento inevitável, que ronda os pensamentos de muitos de nós. E este futuro tão incerto pode vir carregado de muito medo, afinal, os números e os fatos são realmente alarmantes e tristes. E não basta a realidade ser dura, a criatividade da mente humana é larga, temos uma...