Prática de Início de Ano

Entramos em 2021… Imagino que para muitos, não foi a entrada de ano que esperávamos. Vivemos ainda uma das situações mais difíceis da história da humanidade, uma pandemia que nos tirou muitas coisas: a liberdade de poder encontrar e abraçar aqueles que amamos, de poder circular livremente, até de poder trabalhar por vezes, e que também tirou a vida de muitos. Apesar da ciência ter avançado no combate à pandemia, ainda temos muito chão para andar antes de ver o final disso. Essa realidade assusta, entristece, mas é a nossa realidade nesse momento. Pensando nisso, e em buscarmos a intenção e a força inerente a todos nós para seguirmos em frente, desenvolvi uma prática que gostaria de compartilhar com vocês hoje.

Para quem não tem familiaridade com as práticas de Mindfulness, no início eu dou algumas orientações sobre qual posição adotar. Você pode praticar da forma como fizer mais sentido para você: lendo e mentalizando o que está escrito, ou gravando um áudio de si mesmo lendo a prática para depois escutá-lo. Enfim, cada um pode encontrar a sua forma de praticar. A seguir apresento o roteiro da prática, espero que seja útil.

 

Roteiro:

Se coloque sentado ou deitado com uma postura confortável e atenta, com pernas e braços descruzados e a coluna reta. Feche seus olhos como uma forma de se conectar mais com essa prática. Para iniciar, eu lhe convido a dar duas respirações bem profundas e bem atentas, puxando bem o ar, enchendo os pulmões, e deixando o ar sair lentamente do seu corpo pela expiração… e de novo.

Perceba que esse corpo que está aqui, respirando nesse momento, é o mesmo corpo que esteve aqui durante o ano passado e durante toda a sua vida. Tome um momento para se conectar com isso.

Agora eu lhe convido a visualizar, pelos olhos da sua mente, as coisas e pessoas importantes para você nesse ano de 2021. Sem julgamentos, apenas percebendo que coisas e pessoas aparecem na sua experiência quando você pensa nas coisas importantes para você em 2021.

Nota se aparecem julgamentos do tipo: “eu não vou conseguir”, “se não deu certo até hoje, por que daria agora?”, “eu não mereço isso”, ou outros. Isso são apenas produções da sua mente na tentativa de lhe proteger, mas nós não precisamos escutar tudo que a nossa mente nos diz. Veja se é possível notar esses julgamentos e, com gentileza, deixar eles passarem e voltar a se conectar com as coisas importantes.

Agora que você ficou um tempo com esses valores para 2021, volte a se conectar com a sua respiração, com o ar entrando e saindo do seu corpo. Inspirando… expirando, nesse movimento contínuo da respiração. Perceba que esse corpo que está aqui respirando, esse mesmo corpo que acompanhou você durante toda a sua vida, já passou por muitas coisas, coisas alegres, coisas tristes, coisas fáceis e coisas mais difíceis. E ele sobreviveu a tudo isso e está hoje AQUI, junto com você, pronto para essa nova jornada.

Agora estamos nos encaminhando para o fim dessa prática, então eu lhe convido novamente a dar duas respirações bem profundas e bem atentas. Aos poucos, vá se conectando com o local onde você está e pode ir abrindo os olhos para encerrarmos essa prática.

 

 

 

Compartilhe

Sobre o Autor
Mariana Sanseverino Dillenburg
Mariana Sanseverino Dillenburg
Mariana Sanseverino Dillenburg - CRP 07/27708 Psicóloga graduada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestranda no Grupo de Pesquisa Avaliação e Atendimento em Psicoterapia Cognitiva Comportamental (GAAPCC) coordenado pela professora Margareth da Silva Oliveira na PUCRS. Especialização em andamento em Terapias Comportamentais Contextuais pelo CEFI/CIPCO. P... ver mais

2 comentários em “Prática de Início de Ano”

  1. Querida amiga e colega.
    Excelente sua iniciativa num momento tão oportuno. Vou praticar e divulgar tuas orientações.
    Abraços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *