Enfrentar, lidar, manejar

Um problema clássico na tradução são os termos consagrados. Uma vez que um termo técnico ou central é traduzido de uma maneira, causar modificações pode gerar confusão e dificuldade de entendimento entre fontes diferentes.

 

Quando Crime e Castigo, do Dostoievski, foi publicado pela Editora 34 em tradução direta do russo pela primeira vez, as críticas foram muito diversas – pudera, o público lera uma tradução do francês (e nessa época as traduções feitas pelos franceses eram estilisticamente muito influenciadas pela literatura francesa da época), para qual o russo fora traduzido inicialmente. Quer dizer, um conteúdo teoricamente mais fidedigno sofria críticas por ser diferente de um produto menos fidedigno.

 

Um termo consagrado na literatura psicológica como um todo é o termo inglês cope, regularmente traduzido por “enfrentamento”. O dicionário Cambridge não lista essa tradução, sugerindo “lidar”, “dar conta”, “manejar”.

 

Essa diferença é significativa. Vamos comparar o que o Aurélio nos fala sobre ela.

 

“Enfrentar”, verbo transitivo direto, transitivo indireto e pronominal

Atacar de frente; encarar: enfrentou o adversário; enfrentava ao inimigo com bravura; enfrentou-me sem medo.

Disputar algo com alguém: o Brasil enfrentou a Argentina; os times se enfrentaram nas quartas-de-final. Superar ou achar alternativas para contornar uma circunstância ruim, uma incumbência, obrigação etc.; mitigar: enfrentar um problema.

 

“Manejar”, verbo transitivo direto

Realizar algo usando as mãos; mover ou mexer com as mãos; manusear: manejar um tecido, uma substância. Ter conhecimento; praticar com facilidade: manejar várias línguas.

Governar com eficiência e habilidade: manejar um país. Saber praticar; ter conhecimento sobre: manejar o piano, uma arte. Fazer a gestão de; administrar: manejar uma empresa.

 

“Lidar”, verbo transitivo indireto

Passar por problemas e dificuldades buscando encontrar a melhor maneira de os solucionar; enfrentar: lidou com a tragédia do modo como conseguiu. Oferecer ajuda, auxílio; cuidar: não sabia lidar com os irmãos doentes. Esforçar-se, trabalhar com afã; trabalhar: lidar com sua carga de trabalho.

 

Existem muitas maneiras de se sentir e agir frente a determinadas situações. Isso depende do histórico individual (o que cada um aprendeu das suas experiências prévias), condições genéticas e biológicas e da situação atual. Nem sempre a resposta é um ataque de frente. Nem sempre a melhor maneira de LIDAR é através do ENFRENTAR. Nem sempre o medo é um problema, e frequentemente não aceitar esse medo se torna um problema maior ainda.

Compartilhe

Sobre o Autor
Emmanuel Kanter
Emmanuel Kanter

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.