Paciência

Quando eu estava pensando sobre o que eu gostaria de falar no texto de hoje, não me vinham muitas ideias, ao fazer uma pausa para refletir sobre algum tema, me ocorreu de falar sobre o que tem sido muito valioso para mim nesses últimos tempos. Há cinco meses eu adotei uma cachorrinha chamada Lily, esses dias ela adormeceu em cima do meu ombro. Nesse momento eu me senti mergulhada nessa cena, sentindo o calorzinho do corpo dela, escutando os sons...

Sobre estar aqui

Parte 1: “Papai tá aqui”, minha filha me diz, na sua vozinha de algodão doce e em um tom tão gentil e amoroso que só uma criança de 20 meses consegue ter, enquanto bate suavemente a mãozinha nas minhas costas em um gesto de carinho. Ela parece tranquila, feliz. Nessa que parece ser uma experiência de contentamento sereno, ela me contagia. Refletindo sobre esse momento, me dou conta de que esse estar aqui é algo tão simples, tão banal, mas...

3 passos para se manter mais focado

Nosso estado natural de fácil distração é um prato cheio para iniciarmos uma atividade e, no meio do caminho, nos deixarmos ser desviados por algum barulho inesperado, por uma lembrança de outra coisa a ser feita ou atraídos pela geladeira. Se estivermos em estado ansioso ou de estresse então a geladeira torna-se bastante procurada especialmente quando se está em casa de quarentena. Há momentos nos quais a distração ocorre simplesmente por não termos clareza do que estamos buscando, em outros...

POR DENTRO DA PELE: EXPERIÊNCIAS DE AUTOCUIDADO

  Acredito que um olhar generoso, de disposição e aceitação para essa pandemia seja a possibilidade de novos aprendizados. Estamos todos tendo que nos reinventarmos, seja no aprendizado das novas tecnologias, do mundo virtual, das relações sociais e familiares, mas fundamentalmente na relação consigo mesmo. Há um convite para um caminho de conexão e conscientização para o que habita dentro de cada um de nós, o que costumamos dizer: “o que existe dentro da pele”, sejam emoções, pensamentos, sensações. Nesse...

O que fazer para se comunicar melhor?

Você sente a necessidade de se expressar melhor ao fazer um pedido, manifestar a sua opinião ou dizer não a alguém? Eu sinto! Por mais que venha trabalhando com habilidades interpessoais e de comunicação, reconheço que existem situações mais desafiadoras e que o treino não pode parar! Recebo feedback de colegas, pacientes e amigos ‘Tu fala super bem! É bem objetiva’. Aprecio os feedbacks e reconheço que consigo pedir ou dar negativas assertivas, porém quando faço isso sem expressar o...

Escolhas: para onde estou indo?

Fazer escolhas. Escolher. Desde pequenos escutamos que “a vida é feita de escolhas”. É fácil? Para mim às vezes não é, muitas vezes não foi. Quando escolhemos um caminho, precisamos abdicar de coisas que encontraríamos no outro caminho. Abdicar se torna um desafio ainda maior quando não temos clareza do que é importante para nós, quando ficamos presos nas expectativas que achamos que as pessoa têm sobre nós, quando queremos atender às regras internas que nos impomos…são infinitas as armadilhas...

Prioridades… por onde começar?

Quando eu estava pensando sobre o que eu gostaria de falar essa semana, me veio à cabeça um dilema que eu tenho enfrentado mais atualmente: como dar conta de várias atividades ao mesmo tempo? A escrita desse texto foi uma dessas atividades, era uma tarefa que eu precisava fazer, ao mesmo tempo também tinha que terminar de preparar uma apresentação para hoje, terminar outros documentos que estamos preparando em equipe, atender e ahhhhhhh… Como lidar com isso? Umas das coisas...

O que fazer com o medo?

“E agora? O que vai acontecer?” Isso tem se passado na sua cabeça? Nos últimos três meses, inúmeras vezes me perguntei sobre o que será do futuro. Imagino que este é um questionamento inevitável, que ronda os pensamentos de muitos de nós. E este futuro tão incerto pode vir carregado de muito medo, afinal, os números e os fatos são realmente alarmantes e tristes. E não basta a realidade ser dura, a criatividade da mente humana é larga, temos uma...

Julguem-me!

Hoje, enquanto escrevo esse texto, reconheço que estou há 60 dias em casa em decorrência do isolamento social. Assim como vocês, já passei por muitas fases. Uma semana antes de estourar a pandemia no Brasil, estava em São Paulo e lembro que ríamos do exagero de alguns paulistanos de máscara no shopping e os funcionários do supermercado passando álcool nos carrinhos. O vírus ainda parecia algo muito distante (ao menos para mim).  Uma semana depois, lembro de uma pessoa querida...

VAMOS SER DE VERDADE?

Ter 5 mil amigos virtuais e não saber o prato favorito de 10 deles. Não conhecer a força do seu abraço, o seu jeito de andar e os seus lugares favoritos. Se gosta de café ou se prefere chá. Se adoça ou não. Entre vinho e cerveja, não saber o que ele escolhe. Que pizza mais gosta. O que gosta de fazer, de verdade, no sábado de tarde. No sábado de noite.  DE VERDADE. Não aquilo que as redes sociais...