Aplicação do Diagrama Matrix para auxiliar na discriminação de pensamentos, sentimentos, valores e ação comprometida quando se tem uma doença.

A Matrix é uma ferramenta terapêutica utilizada para apresentar e treinar as pessoas em um ponto de vista contextual funcional. O modelo ACT- Matrix foi elaborado por Kevin Polk, Mark Webster e Jerold Hambright para facilitar a flexibilidade psicológica e orientar para o comportamento psicologicamente saudável (Polk & Schoendorff, 2014). Para saber mais, acessem aqui no Blog excelentes textos sobre a Matrix. Pode-se definir a Matrix como um modelo clínico e visual que auxilia na discriminação de pensamentos, sentimentos, valores...

MITOS SOBRE A RAIVA

Ao longo da minha vida escutei diferentes coisas acerca da raiva, algumas delas eram contraditórias ao que eu via acontecer com quem expressava ou agia no impulso dessa emoção. A mensagem de que a raiva é um sentimento “ruim” não fazia sentido quando eu via alguém falar com firmeza e brigar pelos seus direitos, alcançar o que desejava. Mas muito vi explosões de raiva causarem grandes problemas. Ouvimos dizer com frequência que “é feio” sentir raiva, que “com raiva não...

Maldita perfeição…

Ela atrasa minha vida. De verdade. Um trabalho para entregar, uma aula para dar, um jantar para fazer, ou até mesmo uma fala na conversa com amigos… lá vem a perfeição me dizendo que tem que sair tudo clean, perfeito. Assim, este texto será um espaço para eu praticar a imperfeição. Você pode ter desanimado agora e até pensado “Por que diabos ler algo que não estará perfeito?”. Talvez então eu e você não sejamos os únicos com certa dificuldade...

O SENTIDO DA DOR

Dentre as tantas espécies que habitam este planeta, eu gostaria de trazer apontamentos sobre a nossa espécie no seu processo evolutivo. Nossos corpos foram se moldando, desenvolvemos linguagem, capacidade de representar mentalmente tudo o que está ao nosso redor e o mundo transformar. O rápido avanço tecnológico que alcançamos, especialmente nas últimas décadas, nos coloca – aparentemente – muito distantes de quem um dia fomos lá nos primórdios da humanidade. Construímos meios de transporte, lares confortáveis, temos fontes de alimentação rápida...

Um Sujeito de Sorte

Quando iniciar psicoterapia? Diferentes circunstâncias levam as pessoas à buscarem ajuda psicológica neste período do ano: “não quero ficar ansioso como no ano passado”; “a pessoa com quem eu vivo me pediu e este ano eu irei”; “não aguento mais sentir esta dor no peito”; “os outros não me entendem”… Essencialmente, as pessoas tem um objetivo (explícito ou não) ao buscar ajuda psicológica: querer melhorar. Não é fácil melhorar. Talvez você já tenha tentado diferentes formas de fazer e saiba...