Um Sujeito de Sorte

Quando iniciar psicoterapia? Diferentes circunstâncias levam as pessoas à buscarem ajuda psicológica neste período do ano: “não quero ficar ansioso como no ano passado”; “a pessoa com quem eu vivo me pediu e este ano eu irei”; “não aguento mais sentir esta dor no peito”; “os outros não me entendem”… Essencialmente, as pessoas tem um objetivo (explícito ou não) ao buscar ajuda psicológica: querer melhorar. Não é fácil melhorar. Talvez você já tenha tentado diferentes formas de fazer e saiba...

No Caminho da Disciplina

Desde criança, vejo o início de ano como o momento ideal para planejar e organizar as atividades da vida. E, talvez, por ter tido poucas atividades que me exigiam cumprir agenda, eu tinha um julgamento sobre mim mesma de que eu era “indisciplinada”, e que só poderia fazer certas atividades (como me manter em uma academia, ou ficar fluente em alguma língua) se eu, primeiro, tivesse disciplina. Na internet achamos com facilidade várias dicas de como seguir um plano, criar...

Depressão pós-férias

Você já ouviu falar em depressão pós-férias? A ideia é a seguinte, você sai de férias…. Ah! Peraí!  Antes tem o stress pré-férias. Claro que não é todo mundo que se identifica com isto, mas também acontece bastante! O stress pré-férias é aquela sensação de ter que dar conta das coisas profissionais e pessoais, e deixar tudo “redondinho” para então conseguir sair e relaxar! Faz uma correria, dorme menos e trabalha mais para não ter que ficar respondendo e-mail ou...

Faz sentido

Certas pessoas têm dificuldade em iniciar uma conduta nova. Deixam para depois, vão fazer outra coisa, e tentam retornar para a ação em concreto que desejavam fazer. Pode ser que você tenha pensado na procrastinação neste momento. Sobre um olhar da Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT), a procrastinação é uma evitação experiencial (EE). Ou seja, eu não tomo contato com a dificuldade de iniciar a conduta nova, a isso atribuimos a EE, e vou fazer outra coisa que seja...

Dentro da Mente – Parte II

Somos dotados da brilhante capacidade de pensar, refletir, questionar. Ainda assim, viver vinte e quatro horas com uma mente pensante é um desafio e tanto. Quantas perguntas, comentários, julgamentos, preconceitos, idéias, dúvidas, possibilidades a todo momento… Não é à toa que brincamos com a possibilidade de sermos o nosso pior inimigo. Gosto muito da metáfora da mente fornecendo pequenos trailers para a nossa vida. Por exemplo, quase sempre quando preciso me expor em público, seja numa aula, palestra ou afins,...

De braços abertos, eu me vejo

Há vários anos já não tenho mais o hábito de assistir televisão, tão pouco ver filmes e séries no adorado Netflix. Mas recentemente resolvi verificar o que tinha por lá e encontrei um título que me chamou atenção: Embrace. Um documentário de 2016 da ativista Tatyn Brumfitt, que quebra paradigmas sobre imagem corporal. O tema do filme me interessou, pois de alguns anos para cá, venho trabalhando e estudando bastante sobre comportamento alimentar, obesidade, imagem corporal – inclusive esta não...

Dando a mim o que preciso

        Você consegue reconhecer as suas necessidades? O que você precisa em um determinado momento ou situação?         Tem momentos na vida que estamos cansados, sem ânimo e com várias emoções atuando, o que torna difícil saber o que queremos ou o que precisamos naquele momento. Falamos com um amigo ou alguém da família e por vezes não nos sentimos entendidos, ou não nos dão o que imaginávamos receber, e isto pode gerar uma sensação de invalidação,...

Dentro da mente

“Não acredito que estamos indo para um lugar fechado bem no dia em que está fazendo sol. Sou azarada mesmo. Não, na verdade deveria ter olhado  a previsão do tempo melhor. Poderia ter organizado os passeios de forma diferente…deixa eu ver… se tivéssemos ido a esse parque ontem daria tempo de hoje ir para… aff,  mas eles sempre erram a previsão mesmo! Bem, agora o único dia em que as crianças poderiam brincar sem se molhar esgotou-se; amanhã já estamos...

Experienciando e aprendendo

“Eu não quero me sentir triste” ou “é melhor nem pensar nisso…” são pensamentos que normalmente escutamos as pessoas compartilharem no cotidiano para evitar que algo ruim aconteça. O paradoxo do ser humano é que ao tentarmos não sofrer, acabamos por sofrer mais. Um dos trabalhos em terapia é ajudar o cliente a notar como este paradoxo está funcionando. É preciso estar atento, pois cada paciente pode apresentar uma for diferente de se livrar do sofrimento.  Uns bebem. Uns mexem...

Matrix

Comecei a aprender ACT (Terapia de Aceitação e Compromisso) através da matrix*. Foi desta forma que dei meus primeiros passos para aumentar a minha flexibilidade psicológica e dos meus clientes. Não sabe o que é isso? É um diagrama composto por duas linhas, uma horizontal e outra vertical (veja na figura 1), que ajuda a notar como as coisas em nossa vida acontecem. Sua pergunta central é “quem ou o que é importante para você?”. Desta forma, se podemos saber...
Página 1 de 41234