Seus valores, suas escolhas, uma direção.

Sempre me questionei sobre as sutis diferenças dessas três palavras que nos levam a algum lugar, que nos dão direção e nos impulsionam: Valores, Escolhas e Decisões. E agora, estudando, me aproximei desses conceitos na perspectiva da ACT, e como fez muito sentido para mim quero compartilhar com vocês. Tendo como referência as ideias de Hayes, Strosahl & Wilson, valores são consequências livremente escolhidas, são uteis porque nos ajudam a escolher entre as alternativas, nos fornecem uma bússola, uma direção....

Nossos Selfs

Iniciei uma das atividades do ano, que valorizo muito, realizando um exercício de mindfulness, onde a intenção era pensar nas expectativas, medos, desejos para o ano que se inicia. Esse “eu” que observou o passado e visualizou o futuro me trouxe uma sensação de transcender o tempo e o espaço experimentalmente, também conhecido como “self observador”, ilimitado e que permite nos colocar em perspectiva, promover a desfusão e a sensação de liberdade, vamos falar sobre nossos Selfs? Quando me sinto...

O que te conecta?

Eu não sabia o que escrever para o blog de hoje, não tinha nenhuma ideia em mente. Então dei início ao meu processo criativo de assistir alguns clipes de músicas e filmes que eu gosto muito. Percebi que essa é uma rotina bem frequente antes de escrever para o Blog. Esse processo me ajuda a me conectar mais com a minha emoção e, como consequência, com o meu processo criativo. O que te conecta? E é curioso como, quando eu...

Terapia de Aceitação e Compromiso para o Luto Complicado.

Posterior à morte de um ente querido, é comum que os enlutados não queiram continuar experimentando tristeza nem recordar a pessoa que faleceu devido à dor dos sintomas ou à sensação de desconexão com a pessoa que morreu. Razão pela qual, na maioria dos casos, optam por neutralizar, controlar ou tentar fazer desaparecer essas sensações ou pensamentos. O resultado de evitar essa experiência, a curto-prazo, é que diminui os sintomas dolorosos e/ou a sensação de desconexão com o ente morto,...

Nas Sombras do Final de Ano

Enfim chegou o verão e, com ele, festas de final de ano. Celebrações laicas e religiosas se agrupam com eventos sociais, despedidas e encerramentos. Para boa parte da população também são chegadas as férias. Não é nada raro que também se aproximem viagens planejadas ansiosamente por todo o ano. Assim, é uma época de muita alegria. Ou não é? Não tenho intenção de dizer que o consultório psiquiatrico é um local que representa o funcionamento geral de uma população. Existe...

Abraçar o sofrimento?

Este texto aborda o sofrimento a partir da visão das Terapias Comportamentais Contextuais, as quais bebem na fonte da filosofia oriental, principalmente do budismo, o qual refere que a existência do sofrimento humano também pode significar imperfeição, impermanência. E há um ponto inicial: a constatação da existência do sofrimento e de que todos os seres estão sujeitos a ele. Nossa tendência, em geral, é negar. Parece que nos sentimos “traídos” pelo destino quando temos que lidar com as dificuldades da...

Sabe quando “vira a chave?” Então…

Às vezes estamos tomados por uma única perspectiva de ver as coisas e de experimentar as coisas. Podemos até “saber” que podíamos nos comportar diferente diante daquela situação que nos desagrada, mas simplesmente não conseguimos. Seguimos agindo do velho jeito que não funciona. O jeito que pode ser xingando, exigindo, cobrando ou reclamando.. mostrando nossa insatisfação… e as coisas seguem iguais. É como se a gente “sacudisse, sacudisse”  e nada acontecesse. No fundo a gente reclama para aliviar a raiva...

Semana 24

É a semana 24. Semana 24 do que? Da formação de uma vida. Do desenvolvimento de um bebê. Da preparação de uma mãe, de um pai? Do gestar. Do descobrir-se duas em uma. Do respirar mais ofegante. Do maior milagre da natureza. Do constante desenvolver de uma vida.  24 semanas de um sonho que vem crescendo dentro de mim.   Como definir “a ‘semana 24’ de uma gestação”? Falar deste fenômeno ou desta experiência é…. desafiador? nunca suficiente? indescritível? Faltam-me...

As crenças e o impacto no contexto. Você tem escolha!

Essa semana fui convidada a fazer uma palestra sobre mindset para um grupo de profissionais de Recursos Humanos, área que atuei por muitos anos. E sempre que recebo esses convites me desafio a integrar saberes e olhares, incluindo sempre o ponto de vista das Terapias Comportamentais Contextuais, a base teórica da minha prática profissional atual. Nesse sentido fui buscar na RFT (Teoria das Molduras Relacionais) desenvolvida por Steven Hayes e Aaron Brownstein em meados dos anos de 1980. O início...

UMA “AVENTURA” NO MUNDO DA MATERNIDADE

Ontem foi o dia das mães. Escolhi me aventurar a escrever sobre maternidade e flexibilidade psicológica, termo cunhado pela Terapia de Aceitação e Compromisso. A flexibilidade psicológica é buscada por meio da associação de processos de aceitação e de atenção com os processos de compromisso e mudança de comportamento. São 6 processos centrais que pensei em explorar nesta escrita a partir do tema da maternidade. São eles: Momento presente/atenção flexível: Tem experiência mais momento presente do que estar observando um...