A Importância das Receitas de Bolo

Esses dias me encontrei no Zoom com uma colega. Por acaso estávamos ambos comendo bolo de banana e tomando café. Comentamos a coincidência e tivemos uma breve discussão sobre receitas, e ela compartilhou a receita do bolo dela comigo.

Uma coisa que me surpreendeu foi o quanto essa receita era diferente da que eu vinha seguindo. Talvez 90% dos ingredientes fossem diferentes. Tentei fazer a receita e foi ótimo, aprendi algumas coisas novas sobre bolo de banana, e me inspirei a tentar algumas coisas diferentes.

Desde então fiquei refletindo sobre o quão legal é poder seguir uma “receita de bolo”. Sigo uma sequência de instruções, e se eu faço tudo certo saio com uma coisa nova. Brilhante. Memorizo ou guardo a receita, e quando precisar eu só consulto e sai tudo certo. Queria refletir um pouco como isso pode acabar sendo uma armadilha.

Quantas coisas fazemos de acordo com uma instrução do passado e sequer questionamos se existe alguma forma de fazer diferente? Quando eu limpo a casa, ando de bicicleta, ajudo um colega, geralmente eu tenho algumas regras básicas do que é certo e do que é errado fazer.

Um efeito interessante é notar o quanto seguir uma receita é simples, mas pode trazer frustrações inesperadas. No caso da receita de bolo, não ter ovo em casa pode ser um desastre, se era isso a única coisa que eu tinha planejado. Várias vezes já me frustrei com não ter as ferramentas ou ingredientes “corretos” para fazer alguma coisa. Isso na cozinha é bem aparente, mas eu quero ampliar essa analogia pra outros campos:

Existe bastante gente pesquisando sobre o quanto seguir regras – nossas receitas de bolo – é algo super útil, econômico e rápido. Em geral, os achados científicos são de que seguir regras tem essas vantagens, mas as desvantagens estão na inflexibilidade que isso pode produzir. Em resumo, seguir regras pode nos deixar mais propensos a errar quando as condições mudam.

Um caminho alternativo às receitas de bolo é a improvisação, ou o famoso “tentativa e erro”. Certos casos são mais fáceis que outros (recomendo improvisar bolo de banana antes de improvisar bolo de chocolate, vai por mim), mas a desvantagem imediata é de que vamos provavelmente errar e nos frustrar até aprender o que funciona e o que não funciona. Em situações que lidam com vidas de pessoas (bombeiros, profissionais da saúde), é imperativo que todas receitas de bolo estejam bem estabelecidas em protocolos rígidos que evitem erros a todo custo. Mas a vida não é feita só de urgências.

Como quando eu não tinha ovo pra fazer bolo, muitas vezes as situações nos impelem a improvisar. Numa pesquisa rápida no Google, você acha vários substitutos para ovo. Provavelmente existam alternativas a velhos comportamentos que nos fazem mal, mas se não estamos abertos a improvisar (e necessariamente errar), vamos só ficar frustrados e travar sem espaço para pensar o que nos levou a essa situação em primeiro lugar.

Em um paralelo com Transtorno por Uso de Substâncias, por exemplo, o ovo pode ser o comportamento-problema de usar drogas. Se eu sei meus motivos ou tenho bons substitutos, talvez eu consiga me relacionar de forma flexível com essa receita (a regra de que usar substâncias vai resolver meu mal-estar) e improvisar algo diferente. Pode ser que eu descubra outras coisas nesse caminho.

Nessa brincadeira de pensar em receitas, o que importa é podermos identificar áreas da nossa vida em que estamos sendo inflexíveis e talvez precisemos tentar algo novo. Isso vai envolver autocompaixão quando errarmos – porque vamos – e a capacidade de identificar se nosso improviso está funcionando. Se o bolo ficar ruim, voltamos à receita antiga 😊.

Compartilhe

Sobre o Autor
Giovani Gatto
Giovani é psicólogo especialista, trabalha como terapeuta e supervisor no núcleo Contextus do CEFI. Tem experiência nas Terapias Comportamentais Contextuais no contexto individual, grupos, casais e em Políticas Públicas. Publica semanalmente o Journal Club sobre Ciência Comportamental Contextual no Youtube. ver mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.