3 mitos sobre o uso de estabilizadores de humor


Os estabilizadores de humor são psicofármacos que atuam em múltiplas morbidades inclusive como anticonvulsivantes, sendo amplamente prescritos para quadros de epilepsia e outras enfermidades que cursam com convulsões, também são antienxaquecosos e atuam no tratamento e prevenção da enxaqueca. Além destas funções importantes, podem ser utilizados para o auxílio de vários sintomas, muitos deles relacionados à impulsividade, amenizando estados de agitação e agressividade, modulando o humor, possibilitando mais estabilidade das emoções e da conduta e, com isso, uma melhor qualidade de vida para o paciente. Carbonato de Lítio, Ácido Valpróico, Valproato de Sódio, Carbamazepina, Oxcarbazepina, Lamotrigina, Topiramato são alguns dos estabilizadores mais utilizados para estabilização do humor e contenção de impulsos, tendo bastante eficácia em enfermidades que cursam com as características descritas acima, atuando de forma rápida e com possibilidade de ajuste de dose de maneira ágil para proporcionar melhora dos sintomas.
Abaixo seguem 3 mitos relacionados ao uso de estabilizadores de humor:

 

  • Mito: Os estabilizadores de humor são somente usados para o tratamento do transtorno bipolar.
  • Verdade: Estes psicofármacos podem ser prescritos para diversos transtornos psiquiátricos como depressões atípicas ou refratárias; transtornos psicóticos como esquizofrenia; dependência de álcool e outras substâncias; transtornos alimentares como compulsão alimentar, bulimia; transtornos de personalidade, principalmente os que cursam com quadros de impulsividade, agressividade, humor irritadiço, automutilação, ideação suicida, como pode ocorrer no transtorno de personalidade borderline, dentre outras várias aplicações. São amplamente usados em indivíduos que apresentam risco, como risco de auto ou heteroagressão e risco de suicídio e sim, também são os medicamentos de eleição para o tratamento dos transtornos de humor.

 

  • Mito: Os estabilizadores de humor sempre cursam com efeitos colaterais indesejáveis. 
  • Verdade: Alguns estabilizadores podem cursar com efeitos adversos desconfortáveis como aumento de apetite e/ou sonolência, entretanto, muitas vezes o ajuste de horário da tomada do medicamento, a adequação da alimentação do paciente, a prescrição de fármacos com menos potencial de provocar efeitos adversos, pode aliviar ou suprimir a possibilidade de que ocorra tal efeito adverso. Além disso, a grande maioria dos estabilizadores de humor conta com uma ferramenta que auxilia o psiquiatra na observação e condução do acompanhamento do paciente que está em uso de estabilizador que é a possibilidade de dosar no sangue o fármaco, isso proporciona um ajuste de dose mais seguro e acurado, a verificação mais fiel da adesão do paciente ao tratamento, além de promover mais vigilância sobre a metabolização do fármaco no organismo do paciente. Vale ressaltar que a escolha de determinado estabilizador para um paciente deve ser baseada numa coleta criteriosa da história deste paciente, sendo assim, em um indivíduo que apresenta como sintoma decorrente de sua enfermidade a sonolência, deve ser evitado fármaco que piore isso ou pode ser prescrito um estabilizador que tenha fórmula de liberação prolongada no intuito de minimizar os efeitos adversos.

 

  • Mito: Os estabilizadores de humor induzem dependência química.
  • Verdade: Estes psicofármacos não viciam, não promovem indução de dependência química, inclusive são utilizados de forma ampla no tratamento dos transtornos aditivos como dependência de álcool, cocaína, crack, opióides, entre outras substâncias. São medicamentos bastante seguros e fortemente potentes no tratamento de quadros impulsivos, podendo promover a diminuição da fissura e a consequente instalação da abstinência. 

 

Para finalizar, é extremamente importante que o paciente em uso de estabilizador de humor converse com seu psiquiatra e sinalize claramente os sintomas, comunique o profissional se houver algum efeito adverso para que o mesmo possa fazer ajustes necessários priorizando o bem estar do paciente e a adesão ao tratamento de forma eficaz.

Compartilhe

Sobre o Autor
Cláudia da Rosa Muñoz
CRM 30457 Médica graduada pela UfPel, psiquiatra pela Fundação Universitária Mário Martins, Título de Especialista em Psiquiatria pela Associação Brasileira de Psiquiatria, Curso de Aperfeiçoamento em Terapia Comportamental Dialética pelo CEFI/CIPCO e de Especialização em Terapias Comportamentais Contextuais na mesma instituição. Participou de treinamento intensivo em Terapias Contextuais real... ver mais

83 comentários em “3 mitos sobre o uso de estabilizadores de humor”

  1. Comecei hoje a usar o topiramato, com a dose inicial mínima de 25mg. Para o tratamento de transtorno bipolar é mania em compras, também preciso diminuir o peso. Também faço uso do Rivotril de 0,5 MG pela manhã e 2 MG à noite e uso também o bupropriona xls de 150 MG pela manhã. O topiramato estou tomando à noite junto com o Rivotril. Eu quero saber se existe algum perigo no uso do topiramato com esses outros medicamentos.

  2. Olá Dra.
    O neuro infantil receitou oxcarbazepina para o tratamento de TDAH em meu filho de 5 anos, gostaria de saber se esse medicamento é utilizado para essa finalidade tb, em criancas, grande abraço.

    1. Oi Júlia! Impulsividade e irritabilidade são sintomas bem característicos no transtorno de hiperatividade em crianças, sendo assim, pode-se lançar mão de psicofármacos como a oxcarbazepina que é um estabilizador do humor, amplamente usado em crianças para os sintomas que acompanham a hiperatividade, apresentando bons resultados. Abraço

  3. Olá Doutora!
    Tenho muitas crises nervosas, qualquer coisinha é motivo pra eu gritar, brigar, xingar, magoar as pessoas…Quando vejo já falei, já briguei.
    Aí choro muito pq na maioria das vezes eu não consigo ver o que estou fazendo, fico cega de raiva.
    Um ódio que me consome…
    O psiquiatra me receitou oxcarbazepina por 40 dias.
    Mas fiquei com medo de tomar .
    E por já tomar remédio de pressão e AAS após um AIT.
    Eu criei resistência a remédios demais
    Será que tenho bipolaridade? Esse remédio ajuda em quanto tempo? Vc me aconselha a tomar?

    1. Oi Priscila! A Oxcarbazepina é um ótimo estabilizador do humor e também é muito indicada para pessoas que apresentam baixo limiar de irritabilidade e também desregulação da raiva. Não há interação com o AAS nem com os medicamentos usados para pressão alta e não há risco de usares em virtude do AIT que tiveste. Sugiro seguir a prescrição do teu psiquiatra e retornar com ele conforme estipulado em consulta. Obrigada pela tua participação! Abraços!

  4. Boa tarde!
    Eu fiz uso de lamotrigina por quase 8 meses, e como não consegui voltar ao médico que havia me prescrito esse remédio, parei com a medicação por conta própria. Agora, já me tratando com outro psiquiatra, ele prescreveu o torval, desde a minha primeira ida ao médico até agora já completou 10 meses, se eu não for bipolar e sim só tiver baixo limiar de irritabilidade e também desregulação da raiva como você mesma disse, é normal um tratamento tão longo?

    1. Oi, Rafaela! Estabilizadores podem ser usados para maior controle da irritabilidade e na desregulação da raiva por um período significativo, dentre outras tantas aplicabilidades e indicações destes psicofármacos, como também para transtorno de impulsividade, transtorno de personalidade limítrofe. Nestes últimos, o uso pode ser mais longo sim, tal como acontece no transtorno de humor bipolar. Seria interessante conversares com teu psiquiatra. Obrigada por enviares tua dúvida! Abraços!

  5. Topiramato é um estabilizador de humor? Os que eu tomo estão me dando muito ganho de peso e outros efeitos colaterais. Pesquisei na internet e em alguns lugares dizem que ele é um estabilizador de humor que não engorda e em outros diz que ele não é estabilizador de humor.
    Se for eu vou pedir para trocar e ficar só com ele. Senão, estou quase abandonando o tratamento, os efeitos colaterais estão sendo piores que a doença em si…

    1. Oi, Douglas! Obrigada pela pergunta! O Topiramato é um anticonvulsivante que pode ser usado como estabilizador de humor. É um fármaco que pode promover diminuição de apetite, mas também pode provocar desatenção e formigamento nas mãos e pés. Na prática, é uma opção interessante como adjuvante de outros estabilizadores que funcionam melhor na estabilização do humor, diminuindo os efeitos adversos destes outros fármacos, como por exemplo, atuando na contenção do apetite. Ele sozinho atuando na estabilização do humor, acho pouco eficaz. Sugiro que converses com o teu psiquiatra para melhor para verificar esta possibilidade de associação do Topiramato ao esquema medicamentoso que já te encontras em uso. Abraços!

  6. Bom dia!
    Minha filha de 12 anos tem TOD e toma a noite risperidona, pela manhã sertralina e iniciou agora com oxicarbazepina.
    Ela é muito agressiva, chegando até bater nas pessoas.
    O médico está investigando algo mais que o TOD.
    Será que estou certa em dar tantos remédios pra ela?
    Desde já obrigada pela atenção.

    1. Oi, Angela! Obrigada pela pergunta! Em condutas agressivas, normalmente há indicação de uso de estabilizador de humor. A oxcarbazepina é um fármaco que funciona bem para diminuir condutas impulsivas. O objetivo agora é reduzir este comportamento disfuncional. Nenhum dos medicamentos que ela usa induz dependência e são fármacos que atuam bem em adolescentes. Ela tendo maior ação do estabilizador sobre seu comportamento mais impulsivo, a médio prazo, pode-se aventar a possibilidade de redução de dose ou número de medicamentos. Reforço a importância dela seguir em acompanhamento com o psiquiatra que a assiste. Abraços!

  7. Oi Dra Claudia, fiz dois comentários, um respondido e o outro não, porém tenho acompanhado a página para ver se tenho a segunda resposta e vi que as minhas perguntas foram apagadas???? Alguma contra indicação nãos minhas dúvidas?

  8. Dra, o ganho de peso é devido ao aumento do apetite ou outro processo? O meu psiquiatra aumentou de 300 p 600 (2 Por dia)…estou em fase de adaptação, cabelo caindo, alterou meu fluxo menstrual…mexe com hormônios? Achei que as paranóias diminuíram entretanto…tem a ver? Muitas dúvidas…Gratidão.

    1. Oi! O ganho de peso pode ocorrer por aumento do apetite. Os estabilizadores não costumam gerar alterações hormonais tão significativas, mas podem alterar o ciclo menstrual sim. O que é importante agora é tu te adaptares ao fármaco. Já estás tendo bom resultado em relação ao teu pensamento. Os efeitos colaterais como aumento do apetite podem ser manejados. Importante sempre conversares com teu psiquiatra e dares feedbacks da evolução dos teus sintomas. Grande abraço!

  9. Comecei há duas semanas usar 25mg de lamotrigina e 10mg de paroxetina. Tenho tido apartamento e tiques na boca e formigamento no corpo. Meu apetite e vontade de comer doce aumentou muito e voltei a ter compulsão por compras. Havia entendido que o remédio iria melhorar isso mas apesar de estar menos depressiva comecei a ter os sintomas descritos. Faço uso de biomag há 5 meses e meu apetite estava bem controlado, porém percebi que parece que o biomag não faz mais efeito depois que comecei com esses novos medicamentos. É só no período de adaptação aos remédios ou isso vai ser assim sempre?

    1. Oi, Eliane! Obrigada pela pergunta! Duas semanas ainda é um período breve para avaliar como te apresentarás com este esquema medicamentoso. Seria importante avaliar dentro do período de um mês para clarificar melhor tua resposta aos fármacos. A paroxetina recém começou a fazer efeito e a lamotrigina ainda está em dose baixa. Sugiro que observes e qualquer alteração, acione teu médico psiquiatra que poderá ou não ajustar as doses. Grande abraço!

  10. Boa tarde,
    Doutora eu tomo escitalopran para ansiedade, o escitalopran me deixa bem tranquilo da ansiedade, porém eu sinto muito apático com ele, um achatamento das emoções, será que combinar o escitalopran com um estabilizador de humor poderia reduzir esse efeito colateral do antidepressivo?

    1. Oi, Márcio! Obrigada pela pergunta! Estabilizadores de humor normalmente são indicados para transtornos de humor como o bipolar, distimia e alguns transtornos depressivos refratários e de difícil resolução com uso de antidepressivos somente. Não acho que pelo relato que fizeste o estabilizador atenuaria este “achatamento das emoções” que pode vir decorrente do uso de alguns antidepressivos. O Escitalopram é um ótimo fármaco e atua muito bem em sintomas ansiosos e depressivos. Esta sensação de diminuição do “sentir” é bastante subjetiva e pode ocorrer em algumas pessoas em uso de alguns antidepressivos, como também pode não ocorrer, depende do caso. Uma alternativa seria verificar com teu psiquiatra a possibilidade de redução de dose do Escitalopram e observação se haverá melhora na apresentação das emoções, evidentemente sem prejudicar teus sintomas ansiosos. Ou associar outro antidepressivo ao Escitalopram. Sugiro que converses com teu médico sobre possíveis alternativas e sigas as orientações sugeridas por ele. Grande abraço!

  11. Olá doutora minha filha foi diagnosticada com boderline estava tomando litio, porém agora resolveu mudar rapidamente para carbamazepina. Disse que não quer mais o lítio. Porque causa acne. Gostaria de saber se pode trocar assim de um medicamento pra o outro? O psiquiatra não falou sobre ir tirando aos poucos. Gostaria de saber sua opinião?

    1. Oi, Rosileia! Obrigada pela pergunta! A Carbamazepina é um bom estabilizador de humor e pode ajudar nos sintomas que tua filha apresenta. Normalmente, em se tratando de estabilizadores de humor a troca entre um e outro pode ser mais rápida sim, diferentemente do que ocorre com os antidepressivos que devem ser retirados gradativamente. Sugiro que sigas as orientações ministradas pelo psiquiatra que assiste tua filha. Fico à disposição! Grande abraço!

  12. Estava desmamando o trileptal,e comecei a ter ardor, queimação no corpo e na cabeça e no período menstrual piorou faz 1 mês q tô assim e apresentei tbm uma pinicadas no corpo ,fiz cirurgia de meningioma há 4 anos ,tive pouca melhora depois q voltei a tomar uma dosagem maior do remédio

    1. Oi, Janaína! Obrigada pela pergunta! A suspensão gradativa de medicamentos controlados como antidepressivos e estabilizadores de humor pode cursar com efeitos físicos como tontura, formigamento. Na grande maioria das vezes, esta suspensão dá-se de maneira tranquila, sem efeitos físicos. Em virtude de tu teres feito uma intervenção cirúrgica há 4 anos para retirada de um meningioma, sugiro avaliar com o neurologista que te assiste esta parte para poder-se excluir algumas causas. Não sei se estás em seguimento periódico com o teu neurologista, mas avaliaria primeiramente isto para depois verificar a adaptação ao psicofármaco. Excluindo as causas clínicas deste formigamento, pode-se então partir para avaliação da Oxcarbazepina em si, podendo ponderar tua resposta ao fármaco em nível de dosagem também ou pensar em associação de outro estabilizador que possa amenizar os sintomas. Sugiro avaliar com o neurologista primeiramente. Grande abraço!

  13. Oi Dra Cláudia. Eu faço uso do CARBOLITIUM CR (600 MG) há mais de 2 anos.
    Estou bem, não sinto nenhum efeito colateral, minha dúvida é –
    Eu era muito chorona agora não choro mais, fico triste, muito triste, e não choro, minha mãe faleceu e eu praticamente não chorei.
    Isso é normal? Existe relatos como o meu?

    1. Oi, Maria! Obrigada pela pergunta! O Carbonato de Lítio é um ótimo fármaco e atua muito bem na estabilização de humor. A dose que tu usas não é uma dose alta, é uma dose moderada. Há alguns relatos como o teu com o uso de alguns antidepressivos como Fluoxetina, mas parece-me que os sintomas que apresentas podem não ter relação com o fármaco que te encontras em uso. Sugiro que converses com teu psiquiatra a fim de avaliar esta alteração. Grande abraço!

  14. Olá Dra. Claudia, tudo bem? Faço uso de Oxcarbazepina para epilepsia, mas também sofro de transtorno de ansiedade. O médico me receitou Sertralina. Gostaria de saber se há alguma interação entre os medicamentos ou se um atrapalha a função do outro? Obrigado!

    1. Oi, Pedro! Obrigada pela pergunta! Não há interação medicamentosa entre a Oxcarbazepina e a Sertralina. Ambos são ótimos fármacos e a Sertralina funciona muito bem para sintomas ansiosos. Grande abraço!

  15. Oi Dra. Minha filha tem muita ansiedade e devido a isso tem batimentos cardíacos de 102, 103 por minuto. O cardiologista encaminhou para um psiquiatra ou neurologista. Levei no neuro e ele receitou lítio 300mg, para tomar meio comprimido no início. Li sobre os efeitos colaterais e agora estou com medo de dar pra ela tomar. Eu penso que talvez fosse melhor ela tomar fluoxetina ou sertralina, ela tomou um tempo atrás receitado pela psiquiatra. Qual o melhor medicamento para baixar os batimentos cardíacos devido a ansiedade? Desde já agradeço.

    1. Oi, Alessandra! Obrigada pela pergunta! O carbonato de lítio é um estabilizador do humor bem usado para impulsividade, irritabilidade e instabilidade de humor, normalmente é prescrito quando há uma sintomatologia como esta que relatei anteriormente. Sugiro verificar com o neurologista as impressões que ele teve e que motivaram a prescrição do estabilizador. Talvez ele tenha notado algo no comportamento dela que seria melhor auxiliado com o carbonato de lítio. Grande abraço!

  16. Olá dra Claudia, boa tarde! Eu tenho dormiofascial e sofro com dor crônica, mta dor de cabeça tensional, faço acompanhamento com neuro especialista em dor, tomo Cymbalta 60 mg há oito anos e tbém fazia uso de Topiramato há uns 6 anos, só q meu médico achou q o Topiramato não estava adiantando mto para dor pois meu problema não é enxaqueca e retirou , depois da retirada fiquei me sentindo mais irritada e ansiosa, sabe? Acho q o Topiramato regulava minha impulsividade e ansiedade junto com o Cymbalta q já uso, por mais q ele não seja pra esse fim e sim pro controle da dor! Queria saber se o uso do Topiramato por uso contínuo faz algum mal? Estou pensando em dizer a ele na próxima consulta e queria saber sua opinião!

    1. Oi, Izabella! Obrigada pela pergunta! O Topiramato é um anticonvulsivante que tem múltiplas aplicabilidades e indicações. Ele pode atuar na estabilização do humor e diminuir condutas impulsivas e irritabilidade. É um fármaco que não induz dependência química e pode sim ser usado por mais tempo. Acho importante pontuares para teu neurologista que apresentavas benefício com o Topiramato, inclusive ele pode atuar como fármaco adjuvante à Duloxetina para a profilaxia e controle da dor. Não há interação medicamentosa entre estes fármacos. Grande abraço!

  17. Dra. Minha filha tomou a oxicarbazepina 600 mg por dia e teve imensas crises de humor. Teria que aumentar a dose? Porque o aristab e quetiapina engorda. Ela não quer tomar. Preciso sua ajuda. Obrigada

    1. Oi, Gladys! Obrigada pela pergunta! Sugiro conversares com tua filha junto ao psiquiatra que a acompanha, ponderando os prós e contras dela ficar sem um estabilizador, quais os ganhos que ela teria com o uso do fármaco para sua qualidade de vida. A Oxcarbazepina é um ótimo estabilizador e, normalmente, as pessoas toleram bem o uso, não apresentando efeitos colaterais indesejáveis como aumento de peso. Grande abraço!

    1. Oi, Erica! Obrigada pela pergunta! A lamotrigina é o estabilizador de humor de escolha quando há indicação de seguir com o fármaco na gestação. Normalmente, avalia-se a saúde da mãe e do bebê e pondera-se se retirando o fármaco haverá algum risco ou sintomatologia grave para a mãe. Em geral, indica-se avaliar redução de dose durante a gestação ou suspensão do fármaco no primeiro trimestre. Vários fatores devem ser estrategicamente pensados. Sugiro conversares com teu psiquiatra e ginecologista para verificares qual será a melhor opção. Grande abraço!

  18. Ola Dra Claudia, estou tomando lamotrigina e meu cabelo tem caído muito. Até cheguei fazer exames de vitamina para saber se era por falta delas, ou se era por conta da retirada de vesícula que fiz recentemente. Mas não deu alteração nas vitaminas. Demorei a associar ao remédio que comecei a tomar (lamotrigina + topiramato). Acha que pode ter alguma associação? Obrigada!

    1. Oi, Jamylle! Obrigada pela pergunta! A Lamotrigina e o Topiramato são fármacos seguros e que, normalmente, as pessoas costumam tolerar bem o uso. Primeiramente, é importante investigar causa clínica para queda de cabelo. Sei que fizeste exames laboratoriais para avaliação de algumas vitaminas e eles estão normais, mas o mais indicado é teres uma avaliação com dermatologista que avaliará teu cabelo e verificará se há algum fator que esteja precipitando a queda. Após a avaliação com dermatologista, caso excluída causa clínica, parte-se então para a avaliação de outros fatores como o uso de psicofármacos. Prescrevo bastante a Lamotrigina quando há indicação e tive poucos pacientes que tiveram queda de cabelo. Reforço a importância de teres uma consulta com dermatologista e após esta avaliação, conversares com teu psiquiatra. Grande abraço!

  19. boa noite dra Claudia.
    Estou tomando Exodus 10mg pela manha ha 6 meses e meu medico adicionou este mes o Torval CR 300mg a noite.Depois de ler a bula do Torval e ver os relatos de outros pacientes,estou com muito medo de tomar.Ganho de peso,queda de cabelos,mudança da textura dos cabelos…ele realmente faz tudo isso?ele ajuda a dormir,dá sonolencia?pois ele mandou eu tomar a noite o Torval no lugar da Quetiapina de 25 mg e que me fazia dormir que era maravilhoso.obrigada pela ajuda

    1. Oi, Cristina! Obrigada pela pergunta! O Torval é um bom fármaco, com múltiplas aplicabilidades e indicações. Na prática, tive poucos casos que evoluíram com aumento de apetite, normalmente as pessoas têm boa tolerabilidade ao medicamento. Sugiro fazeres o uso conforme estabelecido pelo teu psiquiatra e avaliar juntamente com ele tua resposta ao fármaco. Grande abraço!

  20. Ola Dra Claudia.
    Tenho crises de ansiedade, o medicamento que melhor se adequou foi o Ecitalopran,o qual uso a algum tempo. Mas também tenho muita enxaqueca, ja tentei varios medicamentos, a maioria tem efeito colateral fortes, o que mais me ajudou foi o Propanolou, mas abaixa demais a minha P.A. e passo mal, a se não fosse isso seria perfeito p mim. Tomei varios, topiramato: emagresse e não vi melhora. Amitriptilina e agora Nortriptilina: ambos prendem o intestino por dias e interfere na minha atenção e raciocínio, prejudicando o meu trabalho. Pela sua experiência, o que a Senhora indicaria para o tratamento da enxaqueca ?

    1. Oi, Sheila! Obrigada pela pergunta! As opções que usaste são bem indicadas para profilaxia da enxaqueca, mas tiveste efeitos adversos importantes. Uma alternativa seria o Valproato de Sódio, é um estabilizador que costuma funcionar também para enxaqueca. Importante também seria avaliar com uma ressonância de crânio para verificar se há alguma correlação com alteração clínica. Grande abraço!

  21. Dra. tudo bom ? Vim apenas elogiar a forma com que você responde as dúvidas das pessoas ! Que delicadeza, educação, fofura e profissionalismo … parabéns vc é espetacular !

  22. Olá doutora a minha psiquiatra mandou eu tomar
    Neural como estabilizador de humor , estou morrendo de medo será que vou ter que tomar a vida toda ?

    1. Oi, Loynhane! Obrigada pela pergunta! A lamotrigina é um ótimo estabilizador que costuma ser usado para diversas funções e diagnósticos. Impulsividade, epilepsia, irritabilidade, oscilações bruscas de humor, depressões de difícil manejo somente com antidepressivos, entre outras aplicabilidades. O tempo de uso depende do motivo para o qual tua psiquiatra prescreveu o fármaco, podendo ser um uso breve ou mais prolongado. Sugiro conversares com tua psiquiatra para poderes esclarecer a indicação do uso e verificares o plano de tratamento. Grande abraço!

  23. Olá , fui diagnosticada com transtorno bipolar, medico receitou 1 comp de oxcarbozepina 300mg ex ao dia e 1 comprimido de bupropiona 150mg pela manha. gostaria de saber e a mediçao engorda ou qual seus efeitos adversos

    1. Oi, Ana! Obrigada pela pergunta! A Oxcarbazepina é um ótimo estabilizador do humor; na dosagem de 900mg é bastante efetiva no controle das oscilações. Em relação ao aumento de apetite, é um dos estabilizadores que pode menos alterar este padrão, mas pode ocorrer sim. Por outro lado, a Bupropiona é um antidepressivo que normalmente cursa com diminuição de apetite, então, creio que não terás alteração significativa de apetite, em virtude desta associação de fármacos. É muito importante seguires o acompanhamento com teu psiquiatra e verbalizares para ele alterações que possa vir a ter. Grande abraço!

  24. Olá, Dra Cláudia! Tenho 33 anos de idades e fui diagnosticada com bipolaridade, a médica me passou Depakene 500 mg para tomar 1/2 comprimido 2x ao dia durante uma semana e após o período, um comprimido por dia. Fui ler relatos de pessoas que tomam o fármaco e vi que muitas pessoas aumentam bastante o peso, estou realmente com medo de tomar e ter esse aumento, pois tenho uma complexidade enorme em relação ao meu corpo. Gostaria de saber se são todos os estabilizadores que aumentam o peso, pois o aumento do peso mexe muito comigo e estou péssima por conta disso. E se caso for verídico, eu posso fazer alguma atividade física para e reeducação alimentar para combater isso? Obrigada!

    1. Oi, Rejane! Obrigada pela pergunta! Os estabilizadores do humor são fármacos que podem cursar com efeitos adversos, porém, a indicação em virtude do transtorno bipolar é mandatória por conta dos prejuízos que podes vir a ter se não estiveres em tratamento medicamentoso para bipolaridade. Estes fármacos podem causar aumento de apetite, mas evidentemente, isso não é uma regra, já atendi várias pessoas em uso de estabilizadores do humor que não tiveram aumento de apetite. Por conta disso, é bastante importante que estejas fazendo atividade física e cuide melhor de tua alimentação, orientações que servem para todas as pessoas, não somente para quem tem bipolaridade. Sugiro também que sempre dê retornos para tua psiquiatra, assim, qualquer alteração pode ser melhorada com ajuste no esquema medicamentoso. Grande abraço!

  25. Fui diagnosticada como bipolar leve tipo II e já passei por vários medicamentos, tentei lítio e sofri muito com os efeitos colaterais, fui pro lamotrigina e bupropiona, tomei até rivotril por um breve período de crises. Me dei bem com a lamotrigina e o bup porém parei de tomar há 7 meses pq tive algumas crises hipomaniacas, não avisei ao médico da decisão e desde então não tenho mais crises depressivas graves, mas me sinto muito irritada e impulsiva (como bulimia, episodios agressivos, bebida alcoolica em excesso e hipersexualização, por exemplo) em alguns momentos e isso prejudica em vários aspectos da minha vida. Voltei ao medico e ele me receitou o topiramato dessa vez sem antidepressivos. Essa medicação sozinha será capaz de amenizar esses problemas q citei? Gostaria muito de saber sua opinião!

    1. Oi, Carol! Em virtude dos teus sintomas, o mais indicado agora é usares um estabilizador do humor que pode ir até doses maiores para ter resposta significativa. Sugiro acompanhares com teu psiquiatra tua evolução com o Topiramato. Grande abraço!

  26. Olá Dra, trato epilepsia com lamotrigina e carbamazepina, estou tomando chá de ayahuasca como tratamento religioso. Tem alguma contraindicação?

    1. Oi, Ana Paula! Obrigada pela pergunta! Sugiro manteres somente o esquema medicamentoso que te encontras em uso, Lamotrigina e Carbamazepina, em virtude do potencial alucinógeno da ayahuasca. Grande abraço!

  27. Boa noite doutora, estou num processo de depressão e bipolaridade, estou tomando um comprimido de escitalopram, meio comprimido de risperidona, e hoje foi incluso o valpoatro de sódio + ácido valproico um comprimido, esse último foi receitado como estabilizados humor, gostaria e saber se ele é eficaz, ótimo artigo.

    1. Oi, Diego! Obrigada pela pergunta! O Valproato de sódio é um ótimo estabilizador e costuma atuar muito bem na estabilização e modulação do humor. Grande abraço!

  28. Oi, dra. Gostaria de saber a dose da oxicarbamazepina que é usada para estabilizador de humor eficaz ? E também se é fracionada ? 300 mg. Três vezes ao dia ? Se pod tomar junto com topiramato, e desvenlafaxina ? Se não interage? Obrigada pela atenção.

    1. Oi, Gladys! Obrigada pela pergunta! A dose máxima da Oxcarbazepina é 1200mg/dia, ela pode sim ser fracionada ao dia. Não há interação medicamentosa com a Desvenlafaxina e com o Topiramato. Grande abraço!

  29. Tenho Transtorno Depressivo Bipolar e ansiedade. Tomo Topiramato+Bup+Fluoxetina 40 mg de manhã+1/2 Rispiridona a noite. O que me diz dessa interação medicamentosa? Estou a um mês sem beber, pois apesar disso tudo, ainda sou alcoólatra. Tem um mês que não bebo, será que a depressão que sinto é por causa de eu não beber ou efeitos da medicação. Essa interação medicamentosa funciona?

    1. Oi, Camila! Obrigada pela pergunta! O esquema medicamentoso que te encontras em uso contempla os sintomas depressivos e atua também no auxílio para te manteres sem ingerir álcool. O álcool é um depressor do sistema nervoso central e, portanto, pode provocar sintomas depressivos. Sugiro seguires abstinente de álcool e conversares com teu psiquiatra sobre estes sintomas depressivos, para provável ajuste da Bupropiona ou Fluoxetina no intuito de melhorar teu humor. Grande abraço!

  30. Olá Dra. Parabéns pela generosidade em dividir seus conhecimentos conosco. Muito bom saber q existem profissionais assim. Tenho síndrome do pânico. Já tomei vários fármacos. Porém, a maioria deles me provocam efeitos sérios como broncoespasmos fortes e trancamento do nariz. Falta de libido, azia, etc Gostaria sinceramente q a dra com toda a sua enorme experiência citasse dois ou três farmacos q entenda como os melhores para o pânico com menores efeitos. Já tomei fluoxetina, sertralina, escitalopram, luvox e pristiq (este tive q suspender devido a elevação da minha pressão q é alta, tomo losartana.

    1. Oi, José! Obrigada pela pergunta! Para o transtorno do pânico tu já fizeste uso de fármacos bastante indicados mas tiveste efeitos colaterais. Uma alternativa seria lançar mão de antidepressivos mais novos que possam ter menos efeitos adversos, como Vortioxetina e Agomelatina. Sugiro conversares com teu psiquiatra. Grande abraço!

  31. Olá Doutora. Tenho muito medo de viajar principalmente de carro. Nunca viajo e minha família fica triste pois acabam não indo também. Tenho Pânico na estrada. Recentemente fui no postinho com uma clinica pois não havia psiquiatra. Desde a pandemia voltei a ficar com crise de ansiedade. Na na ocasião me receitou ecitalopram. Mas acabei comprando venlift que já tomava a anos atrás. Então a médica só repetia a receita do venlift de 75mg, mas eu dividia para economizar. Agora nesta última consulta estava chorando muito e com episódios de irritabilidade e nervosismo como estou com 44 acho que estou numa pré menopausa, pois do nada me vem. Ela receitou lítio e paroxetina. Já tomei paroxetina e engordei muito. O lítio me faz bem porém as roupas estão apertadas retenho muito líquido com ele. Continuo tomando o venlift agora de 35,7 que ainda tenho. Não sei o que faço, pois já está estou obesa com 98kg diabética e pressão alta. Mas o lítio 300mg me faz bem na parte de nervosismo agressão e impulsividade. Estou aguardando consulta com psiquiatra mas já haviasara que vai demorar. O que poderia tomar no lugar do lítio e do venlift que não afete o peso e não tenha retenção de líquido. Permaneço com venlift e troco por outro o lítio? Qual? Obrigada Doutora e desculpe o textão. Boa noite.

    1. Oi, Vívian! Obrigada pela pergunta! Em virtude dos sintomas importantes de ansiedade que tens apresentado e pelas comorbidades que apresentas, é imprescindível que converses com tua psiquiatra, siga as recomendações ministradas por ela e aguarde os efeitos positivos das medicações, seguindo um acompanhamento frequente e regular. O principal objetivo no momento é tu estabilizares dos teus sintomas, para depois ajustar o esquema medicamentoso para minimizar possíveis efeitos colaterais. Sugiro também que avalies tua saúde clínica com um endocrinologista. Grande abraço!

  32. oi Dra, eu tenho epilepsia tomo gardenal 100 mg td noite. Estou apresentando QT longo, o medico disse que pode ser o fenobarbital e me pediu para trocar pelo lamitor cd. Mas eu vi que ele pode prolongar o qt tbm, sera que devo tomar mesmo assim?

    1. Camila, obrigado por acompanhar nossos textos!

      Cada organismo é único, assim como cada fármaco. É importante avaliar os casos individualmentes. A alteração no eletrocardiograma pode ocorrer com ambos fármacos. Algumas pessoas podem apresentar com um, nenhum ou mesmo ambos!

      Assim se faz necessário um acompanhamento clínico ou cardiológico e também com o neurologista que acompanha seu quadro de epilepsia para assegurar-se de um tratamento seguro e efetivo.

  33. Olá Doutora. Excelente a explicação sobre os estabilizadores de humor nos ajuda muito. Gostaria de fazer uma pergunta e queria que respondesse por grandissima gentileza. Tenho transtorno de ansiedade misto depressivo, tomo escitalopram 20mg dia, oxcarbazepina 600mg e bromazepam 6mg a noite.
    Por questão de custo meu psiquiatra trocou o estabilizador pra carbamazepina 400mg, seria essa mesma a dosagem ? Devo sentir alguns sintomas iniciais ? Ou por ser drogas parecidas será o mínimo de efeitos. Por favor me ajuda. Te desejo tudo de bom.

    1. Thiago, obrigado pelo contato!

      Apesar da semelhança da oxcarbazepina e da carbamazepina, cada uma tem características, modo de uso e quantidade de uso únicas. Além disso, seu organismo também é único. Embora não seja incomum que a mudança de fármacos possa acarretar fenômenos de adaptação, é importante uma avaliação individualizada para entender se este é o caso. Recomendo que agende uma consulta com seu psiquiatra para esclarecer estas duvidas e ajustar seu tratamento conforme a necessidade.

  34. Boa noite Dra. Eu gostaria de saber se o latuda 20 mg eleva a glicemia e o colesterol. E se uma pessoa com transtorno bipolar tipo 2 portadora de diabetes e colesterol alto pode fazer uso do latuda.

  35. Dra , meu filho de 7 anos começou a tomar latuda e oxcarbazepina, ele e muito irritado, impulsivo , grita demais com raiva e desafiador, com uma agitação surreal. Tem dois dias com a medicação e notei um aumento da agitação e irritação, desobediente. quanto tempo demora para ter efeito na modulação do humor?

    1. Olá! Respondo em nome da dra Claudia. A avaliação individualizada é fundamental, mas não há duvidas que em um período tão curto a medicação ainda não fez efeito. Os efeitos podem iniciar desde poucos dias (por exemplo, a sedação) mas a maioria após apenas algumas semanas, levando as vezes meses para chegar no seu efeito máximo.

  36. Olá! Muito esclarecedor! Há tempos procuro mais informação a cerca desse assunto … mas se me permite uma dúvida… criança asperger tdah 9anos oxcarbamazepina… mesmo apresentando sonolência no período diurno e noturno, aumento de peso, prejuízo na escola pois dorme, ainda assim seria mais prudente manter a oxcarbamazepina para transtorno de humor(irritabilidade) e pensando nas consequências do futuro? Muito agradecida se responder o duelo interno de uma mãe! Obrigada

    1. Elisa,

      O tratamento do TEA e do TDAH são razoavelmente individuais. Além disso, qualquer quadro comórbido (ou seja, tratamento de dois quadros concomitantes) demanda uma atenção especial. De fato é possivel que a oxcarbazepina (assim como outros fármacos) tenham os efeitos colaterais descritos. Assim, indico que consulte o especialista de confiança para reavaliar o quadro e o melhor tratamento possível para seu filho.

  37. Olá, tem enxaqueca e faço uso do Topiramato 25mg. Comecei a sentir muito cansaço e também irratibilidade. Gostaria de saber se tem algum outro remédio para enxaqueca que não tenha estes efeitos colaterais ou se indicam algum outro remédio que posso tomar junto com o Topiramato. Desde já, agradeço.

    1. Joana,

      Estes podem ser efeitos do fármaco, ainda que atipicos.

      Recomendo que consulte com seu médico para ver o melhor tratamento para você.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.